quinta-feira, 28 de junho de 2012

Pra que Serve o Ponto Final?

Então, amigos. Ontem, li e ouvi várias coisas, que me ajudaram a descobrir, exatamente pra que serve o Ponto Final. Sim, eu tenho a resposta do porquê que alguém deve ler o Ponto Final.

Vou começar com um Twitt de um perfil cômico/fake, o Dicas do He-Man:


Então. Nada pode ser melhor para um governo que pouco se lixa para os problemas da sociedade, do que uma sociedade que não se queixa dos males que lhe aflige.

E são tantos males que estão presentes no nosso país. Desde o meu próprio interior, do comportamento deste que vos escreve (sim, eu mesmo, o Arthur). Desde o seu mau comportamento (sim, de você que está lendo). Desde o comportamento das outras 799 almas que leem os textos que coloco aqui, todos os dias. Desde todos os nossos compatriotas. Desde cada político. Até chegar ao último brasileiro perdido, na cidade mais remota.

Todos nós temos defeitos que se acumulam com os dos outros. Acabamos fazendo do "país do futuro" o eterno "país do quase".

Talvez o pior problema do brasileiro seja o que um colega colocou no seu Gtalk:

Realmente Cirolo! Muito Boa!


É amigo. Se tem alguma coisa que nosso país é fantástico em fazer é em desinformar as pessoas. Entra ano e sai ano só passa carnaval, datas comemorativas, escândalos de artistas, futebol e violência na mídia. E as coisas importantes ninguém olha. É chato ler. É chato entender.

Ontem mesmo aconteceu uma coisa que você não ficou sabendo, aposto: A verba de gabinete dos Deputados Federais subiu de cerca de R$60.000,00 para cerca de R$75.000,00. Da noite para o dia, os nossos representantes se deram R$15.000,00 a mais para gastar com seus gabinetes. (25% de reajuste. E o sindicato de TI brigando na justiça por 2%...) Provavelmente isso vá para aumentos dos salários dos 25 assessores, a que cada parlamentar tem direito...


Em contrapartida, para uma obra pública ser executada, são meses até criar as leis que liberam as verbas. O primeiro projeto da licitação demora mais algum tempo. Só então vem a modelagem de participações no custeio da obra, que dura mais alguns meses. Então, mais alguns meses para a licitação (que escolhe o mais barato, não o melhor). Uma vez licitado, o projeto técnico definitivo toma mais algum tempo. Só então começam as obras, que podem se estender por décadas (vide duplicação da BR-101).

Resumindo a ópera em três parágrafos, para que você entenda sem reclamar do tamanho do meu texto: Para benefício próprio, nossos políticos são rápidos. Para benefício da população... Ah! A população que vá se fu***!

O que fazemos? Literalmente nos fodemos e enchemos o Brasil de filhos, como o caso da família de 19 pessoas, que ganha o maior salário do bolsa-família: cerca de R$1.300,00.


Portanto, é para isso que o Ponto Final existe. Para tentar mostrar de uma forma didática os absurdos que acontecem no nosso país. Desde os absurdos que eu identifico em mim, até os absurdos coletivos.
Assim, quem sabe, talvez, um dia, pode ser... A revolução comece dentro de cada um de nós e cada parte faça um todo mais aceitável.


Eu sempre miro países "de verdade". Europa, Ásia ou América do Norte, como exemplos...

Mas você viu o que aconteceu ontem, na Argentina.
Ah! A maior parte dos brasileiros nem viu o que aconteceu no Brasil, vão ver o que aconteceu na Argentina???

Enfim. Ontem teve uma greve geral na Argentina. GE-RAL.

Tudo parou. Tudo fechou. Todos os serviços básicos operaram com o mínimo legal. "Panelaços" pelas ruas. Guerras campais em alguns casos. Protestos generalizados. O povo argentino não leva o desaforo para casa. Eles se sentem mal com alguma coisa, o país pára. Enquanto os políticos não fazem algo a respeito, nada funciona.

Eles sabem na prática o que nós nem entendemos na teoria: quando não há "todo mundo" para ser controlado pelo sistema, o sistema não existe! Toda vez que o sistema está ruim, eles exigem que tudo seja resetado. Que volte a uma situação onde a vida é aceitável.

Bem diferente de nós que aceitamos qualquer coisa.